Quatro twitters em que Robinson mordeu a língua

Robinson já colocou a culpa em Rosalba Ciarlini (PP) pelo caos que encontrou, o que não é mentira, mas depois se aliou a ela em Mossoró e virou as costas para seus correligionários. Mas, como na internet se acha de tudo, quatro comentários encontrados no twitter do excelentíssimo governador mostram como era seu posicionamento sobre a insegurança do Estado no governo da Rosa.

Em março de 2013, Robinson disse que os crimes viravam apenas números para o governo, situação idêntica, ou talvez pior, na sua gestão.

Fonte RN Mais

2017-03-15-PHOTO-00000003

Em agosto de 2013, Robinson disse que o número de homicídios em 2013 superava o de 2012. Eram 940 até então. Até 15 de março de 2017, o Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO) aponta que 503 pessoas já foram assassinadas no RN, o que significa que as chances de superar 940 até agosto são grandes.

2017-03-15-PHOTO-00000001

Em novembro de 2013, Robinson fez menção a Mossoró, reclamando 500 homicídios em três anos. Agora, Mossoró vive um dos piores momentos de insegurança e nem uma chacina que vitimou cinco jovens e feriu outro tanto foi capaz de arrancar uma simples nota de Robinson, que dirá uma ação em favor do município.

2017-03-15-PHOTO-00000002

Em dezembro de 2013, destacou seis homicídios em Ceará-Mirim num prazo de 24h. No dia 20 de fevereiro de 2017, após a morte do sargento Botelho, da PM, nove pessoas foram executadas em Ceará-Mirim. E por falar em morte de PMs, cinco já foram assassinados só neste ano.

2017-03-15-PHOTO-00000004

facebooktwittergoogle_pluspinterest
Deixe um comentário